Círculos de Mulheres: o quê, porquê e para quê?

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Curiosa para saber o que são os Círculos de Mulheres?

O círculo, enquanto figura geométrica, simboliza perfeição, união, transformação e ciclicidade. No formato de um círculo, não há hierarquias, uma vez que todos os elementos se encontram à mesma distância do centro, sendo todos igualmente reconhecidos e imprescindíveis para o grupo.

Além disso, se repararmos bem, a figura do círculo remonta-nos, de facto, para ciclos: os movimentos dos planetas, a ciclicidade das estações do ano, os movimentos migratórios dos animais, os ciclos lunares, entre tantos outros.

E nós, MULHERES, tal como a Natureza, somos CÍCLICAS.

Já na antiguidade ocorriam Círculos de Mulheres, onde as mulheres se encontravam para partilharem os seus sentires e saberes, apoiarem-se mutuamente e celebrarem o seu valor através do diálogo, cânticos, danças e outros rituais.

A MINHA EXPERIÊNCIA PESSOAL:

Tinha provavelmente 22 anos quando participei pela primeira vez num Círculo de Mulheres. Lembro-me que o evento se chamava “Bênção Mundial do Útero”, e era um ritual do Feminino criado por Miranda Grey, e facilitado na altura pela terapeuta Sara Castanheira na zona onde eu vivia.

Sem saber inicialmente do que se tratava, percebi depois que a Benção Mundial do Útero era uma prática que acontecia algumas vezes durante o ano, pelo mundo inteiro, e que tinha como objetivo as mulheres conectarem-se com a sua essência feminina, vivenciarem um processo de limpeza e de cura, no seio da irmandade entre mulheres (em Círculo).

Fui, desde então, frequentando mais Círculos de Mulheres (inicialmente também da Benção Mundial do Útero, posteriormente outros), e sentia-me sempre tão em casa!

Ainda hoje, cada vez que vivencio um Círculo, adoro a atmosfera de magia, inspiração e cumplicidade que se sente entre todas as mulheres. A cada Círculo, encontro um lugar afetivo, protegido e imensamente nutridor (como se fosse uma bolha de amor). Existe compreensão, empoderamento, aceitação, escuta ativa, partilha e libertação. Não, não somos julgadas pelo que somos, pela forma como nos vestimos ou pelo modo como comunicamos. A nossa essência é respeitada e honrada.

Num Círculo, não há a necessidade de sermos produtivas ou perfeitas, não é suposto atingir-se um resultado final, não há pressas nem a necessidade de se corresponder a expectativas. Não existem relógios, telemóveis ou “to do lists”, apenas mulheres que dão as mãos na vontade de se amarem a si próprias, sendo cada vez mais elas mesmas.

A minha paixão pelos Círculos levou-me a certificar-me enquanto Facilitadora de Círculos do Renascer Feminino®, e a começar eu própria a dinamizar Círculos de Mulheres.

Sabe mais sobre os Círculos do Renascer Feminino® aqui: https://silviaxara.com/circulos-renascer-feminino/

Foquemo-nos agora no que de positivo os Círculos de Mulheres poderão trazer à nossa vida.

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DE SE PARTICIPAR NUM CÍRCULO DE MULHERES?

  • Promove a conexão com a nossa essência feminina

Estar entre mulheres (seja a conversar, dançar ou sair juntas), já promove, por si só, a conexão com a nossa energia feminina.
É importante para nós, mulheres, estarmos com outras mulheres!
E vejamos: num Círculo, além de estarmos entre mulheres, cada uma leva uma intenção no seu coração (seja amar-se mais, conhecer melhor o Feminino, curar feridas emocionais, ou conectar-se à sua feminilidade), o que é extremamente poderoso.
Além disso, as partilhas, os rituais, os exercícios de desenvolvimento interior, e o próprio processo energético e terapêutico subjacente, conferem ao Círculo uma energia muito especial e transformadora que nos conecta com a nossa essência.
Num Círculo, o foco não está no “Fazer”, no “Racionalizar” ou no “Analisar”, mas sim no “Ser”, no “Sentir” e no “Usufuir”. E estas são frequências femininas.

  • Conhecemos mais sobre nós mesmas

Todos os Círculos são diferentes, dependendo da mulher que o dinamiza, e também das participantes. No entanto, num Círculo é possível que aprofundemos o conhecimento sobre o nosso corpo, o sistema energético feminino, o ciclo menstrual, a sexualidade, os relacionamentos, a conexão à Mãe Terra, a ligação à Lua, os diferentes arquétipos femininos, as diferentes fases da vida da mulher, as Deusas da antiguidade, as doenças femininas, entre tantas outras temáticas que estão relacionadas com a nossa existência.
Os Círculos de Mulheres ajudam-nos a compreender os nossos ciclos, instintos, ritmos, feridas e vontades.

  • Ativamos o nosso autocuidado e amor próprio

Ires a um Círculo de Mulheres significa que estás a investir tempo para te cuidares, para aprenderes mais sobre ti mesma, para te escutares, para estares com outras mulheres, para usufruíres e te abrires ao regresso a ti. Durante um Círculo, não estarás no papel de companheira, amiga, profissional, cuidadora, filha, dona de casa, mãe… Seres “apenas” tu mesma é mais do que suficiente.
Num Círculo, permites-te simplesmente ser, sentir e compreender: “O que negligenciei dentro de mim?”, “Que feridas precisam de ser cuidadas?”, “O que precisa de ser libertado?”, “Como me posso amar mais?”, adquirindo ainda ferramentas para o teu equilíbrio e empoderamento pessoal.

  • Unimo-nos umas às outras

É frequente no nosso quotidiano entrarmos em comparação e competição com outras mulheres, seja no âmbito profissional ou pessoal. Este gesto do nosso ego, muitas vezes inconsciente, destrói a nossa autoestima e a nossa sensação de merecimento. Sentimo-nos pequeninas e sem valor.
Num Círculo de Mulheres, encontramos um ambiente afetivo, acolhedor e de comunidade, fazendo-nos sentir que cada uma de nós é especial e única tal como é, e que há espaço para todas.
Um Círculo ajuda-nos a fazer as pazes com as outras mulheres.      
Além disso, compreendemos, em momentos de partilha, que outras mulheres também têm inseguranças e dificuldades que pensávamos ser só nossas. E, juntas, podemos apoiar-nos e ajudar-nos mutuamente.   

  • Tornamo-nos mais em quem realmente somos

O objetivo dos Círculos não é sermos “melhores” ou “diferentes”, mas sermos ainda mais nós próprias.
Todas nós temos a nossa própria essência, bem como os nossos próprios talentos, vontades, necessidades e feridas.
Apenas abraçando tudo aquilo que existe de único em nós mesmas, conseguiremos viver em equilíbrio e amor.
Tu seres Tu é tão especial!

O QUE SE FAZ NUM CÍRCULO?

Em cada Círculo, podem ocorrer partilhas, reflexões, rituais ancestrais, meditações, danças, processos energéticos, silêncios, abraços e outras vivências que nos conectam cada vez mais com quem realmente somos. Naturalmente, a estrutura e a essência de cada Círculo dependerá sempre da facilitadora em questão e de todas as mulheres presentes.

Mas uma coisa é inegável… Os Círculos levam-nos ao mergulho profundo em nós mesmas, e é nesse espaço dentro de nós que encontramos o nosso valor, o nosso merecimento e a nossa cura – algo que só no nosso interior se pode construir.

Já conhecias os Círculos de Mulheres?

Até breve <3

Sílvia Xará

Deixa o teu comentário

Sobre Mim

O meu nome é Sílvia Xará. Após trabalhar com diferentes tipos de público e contextos, enquanto psicóloga clínica, e de frequentar várias formações na área do desenvolvimento pessoal, foi nas feridas da minha própria história que descobri a minha paixão e missão de vida.

O meu propósito é, assim, ajudar mulheres a (re)descobrirem o seu amor próprio, a cuidarem das suas emoções e a conectarem-se com o seu Feminino.

Posts mais recentes

Segue-me no Facebook

Os meus serviços